Você sabe o que é o câncer colorretal? Leia mais e entenda essa doença!

19/07/2017

O câncer colorretal é a doença que atinge a região do intestino grosso (cólon) e o reto e é o tipo de câncer mais incidente do mundo. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer colorretal é o segundo tumor mais incidente em mulheres e o segundo mais incidente em homens – exceto casos de câncer de pele não melanoma. São cerca de 27 mil novos casos anuais somente no Brasil.

Quando diagnosticado precocemente, o câncer colorretal tem altas chances de cura. A doença se manifesta por meio de pólipos – pequenas elevações na parede do cólon e do reto que crescem lentamente, podendo levar anos para se tornarem malignos.

A melhor forma de prevenção é a remoção dos pólipos antes de se tornarem malignos, com o auxílio da colonoscopia. Além disso, hábitos saudáveis como alimentação balanceada e atividades físicas também ajudam na prevenção da doença. Entenda agora como prevenir e tratar o câncer colorretal para ter uma vida longa, saudável e com muita qualidade de vida.

Fatores de Risco

Um estudo realizado pela American Cancer Society mostrou que o número de pessoas com tumor colorretal nascidas na década de 90 vem crescendo significativamente. Segundo pesquisa, a geração dos Millennials tem quase o dobro de risco de desenvolver câncer colorretal. Isso porque um dos principais fatores de risco da doença é o tipo de alimentação do indivíduo.

Uma dieta rica em carne vermelha, processadas, como salsichas, e gorduras – aliado a uma vida sedentária, tabagismo e alcoolismo colocam a pessoa no grupo de risco. Essa mudança de perfil traz à tona a necessidade de consultar um médico coloproctologista em todas as fases da vida – e não somente quando chegar a terceira idade.

Quanto mais avançada for a idade, mais chances a pessoa tem de ter a doença. O grupo de risco são pacientes acima dos 50 anos; um histórico de câncer na família aumenta ainda mais as chances de desenvolver a doença.

Sintomas do câncer colorretal

Embora haja fatores de risco para o câncer colorretal, é importante ficar atento aos sintomas. Na maioria das vezes, eles estão relacionados ao comportamento intestinal. Esses sinais devem ser avaliados e se aparecem com frequência são motivos para se consultar com um especialista.

  • Diarreia e constipação
  • Fezes finas com sangue ou mucosa
  • Inchaço frequente na região abdominal
  • Gases
  • Fadiga ou falta de energia
  • Perda de peso súbita
  • Permanência da vontade de evacuar mesmo após a evacuação

Esses sintomas também podem ser sinais para outros tipos de doenças gastrointestinais, que também merecem investigação para seu real tratamento.

A melhor forma de detectar o câncer é através da colonoscopia – um exame realizado pelo ânus que permite encontrar e retirar os pólipos do intestino para avaliar se são malignos ou benignos.

Tratamento

Quando há a confirmação do câncer colorretal, o tratamento iniciado geralmente é multidisciplinar, ou seja, envolve cirurgia, quimioterapia e, em alguns casos, radioterapia. A cirurgia é necessária quando os tumores são maiores e não podem ser retirados pela colonoscopia – podendo ser um procedimento convencional, laparoscópica ou robótica. Já em pacientes com tumores de reto, pode haver a necessidade de radioterapia ou quimioterapia antes da cirurgia.

No entanto, a melhor forma de tratamento continua sendo a prevenção. Fazer atividades físicas regularmente e ter uma alimentação balanceada, rica em fibras ajuda a obter qualidade de vida e bem-estar. Também é importante a realização dos exames preventivos.

Aqui na Clínica Colono você é atendido por profissionais altamente capacitados no diagnóstico e tratamento. Agende agora a sua consulta e venha para a clínica que tem o compromisso com a saúde e o bem-estar de cada um.

Deixe uma resposta