Tempo de Trânsito Colônico: Por que realizar este exame?

12/07/2017

O tempo de trânsito colônico é um exame muito importante para diagnosticar e encontrar o tratamento mais adequado para pacientes com constipação intestinal crônica acentuada, que não respondem às mudanças na dieta, como o tratamento a base de fibras.

Dentre os sintomas mais comuns de quem possui a constipação intestinal estão: fezes endurecidas ou fragmentadas, evacuar menos de três vezes por semana e com grande esforço para esvaziar o intestino.

Com o exame de tempo de trânsito colônico, é possível avaliar distúrbios funcionais do cólon, de forma não invasiva, prática e efetiva – sendo um exame bem tolerado pelo paciente.

É preciso ingerir uma cápsula com 24 marcadores radiopacos, que podem ser vistos via radiografias. Com isso, é possível analisar o tempo de percurso dos marcadores, que corresponde ao tempo de trânsito do conteúdo fecal no intestino grosso.

A isso chamamos “tempo de trânsito colônico”. É um exame simples e que permite diagnosticar e indicar o tratamento correto para o paciente, possibilitando a diferenciação entre a constipação por inércia colônica e a síndrome da evacuação obstruída.

Como funciona o exame de tempo de trânsito colônico

Por ser um procedimento simples e sem dor, o paciente não é sedado, não necessita realizar jejum e é contra indicado apenas em casos de gravidez.

Com ele, o especialista conseguirá indicar qual é o padrão de constipação intestinal. No entanto, para que o exame seja bem sucedido, é necessário interromper o uso de laxativos ou outros medicamentos que interfiram com o funcionamento do intestino, bem como seguir uma dieta padronizada que se inicia dois dias antes da ingestão da cápsula e prossegue até o final de todo o procedimento.  

O paciente é orientado a comparecer à clínica como numa consulta normal. Então, recebe a cápsula de Sitz Marks original, os pedidos médicos para a realização de duas radiografias (após 24 e 120 horas, as quais são realizadas em clínicas de radiologia.

Recebe também orientações por escrito sobre a dieta e uso de medicamentos que precisam ser suspensos.   

São realizadas duas radiografias: uma 24 horas após a ingestão da cápsula e outra no quinto dia. O composto da cápsula é inerte para o organismo e é eliminado naturalmente junto às fezes, não sendo percebido pelo paciente.

Quando ao menos  80% dos marcadores são expelidos até o quinto dia, o tempo de trânsito colônico é considerado normal.

O diagnóstico de síndrome da evacuação obstruída ocorre quando há uma concentração de marcadores na projeção da pelve. Já uma distribuição dos marcadores esparsamente pelos segmentos do cólon é compatível com a inércia colônica.

Por ser um exame longo e o diagnóstico feito por meio de interpretação de imagens, é fundamental contar com especialistas no assunto. Além disso, é fundamental o uso de marcadores radiopacos apropriados, como a cápsula de Sitz Marks ®.

Na Clínica Colono, além de equipamentos de ponta e uma estrutura preparada para recebê-lo com segurança, possuímos uma equipe especializada em realizar o procedimento sempre visando o seu bem-estar.

Somos pioneiros em diversas tecnologias da coloproctologia, possibilitando diagnósticos mais precisos e tratamentos mais eficazes, com menos dor e uma recuperação mais rápida. Agende sua consulta e confira!

Deixe uma resposta